Culturas de grãos e Pró-Milho/RS: trabalho é voltado para a produção e qualidade do milho no RS | Negócios | Notícias | Novo Rural
(54) 3194-0098 | (55) 99960-4053
PUBLICIDADE
Culturas de grãos e Pró-Milho/RS: trabalho é voltado para a produção e qualidade do milho no RS
O objetivo é incentivar, fomentar e coordenar ações que aumentem a produção e a qualidade do milho no RS.
Sexta, 21 de Janeiro de 2022
(Emater/RS-Ascar - Regional de Frederico Westphalen)

A irrigação é um dos fatores essenciais, fomentados pelo programa, para alavancar a produtividade da cultura, por essa razão, na parcela temática, a área foi dividida em duas partes, uma com irrigação e outra sem, para mostrar aos visitantes a diferença do uso do sistema no resultado da cultura.


– É evidente a diferença do potencial produtivo, tanto de fitomassa para produção de silagem, como também de grãos. E essa diferença de produtividade, em um ano como esse em que a estiagem tem provocado grandes perdas na cultura, ela é muito significativa. A nossa estimativa é que, na área irrigada conduzida na parcela, tenhamos um potencial produtivo de mais de 12 toneladas de grão por hectares, o que hoje representa para o produtor uma receita bruta próxima a R$ 20 mil – avaliou o extensionista rural da Emater/RS-Ascar e responsável pela parcela temática, Luciano Schwerz.


A secagem e armazenagem de grãos, modelo de silo desenvolvido pela Emater/RS-Ascar, é um sistema em que o produtor consegue agregar valor à produção, permite a reservação do grão na propriedade e também conseguir melhores valores na comercialização, pois o milho mantém-se com alta qualidade, uma vez que é seco por meio de ar natural, o que garante as propriedades e qualidade do grão.


O uso da irrigação tem se mostrado muito viável dentro das condições observadas na área da Emater/RS-Ascar na Expodireto. Durante a feira, serão apresentadas as diferentes alternativas de sistemas de irrigação, desde aspersão convencional, aspersão autopropelida com carretel e até opções como pivô central. 


– Dentro dessas opções, cada uma tem um nível de adaptação para as propriedades, para as diferentes condições de relevo, para as diferentes realidades de campo que nós temos e que a Extensão Rural acompanha. E para todas as propriedades que tenham disponibilidade de água, que tenham a possibilidade de irrigação, o produtor vai poder conhecer qual sistema melhor se adapta à sua realidade – comentou o extensionista rural.


 
Segundo ele, para se obter um elevado potencial produtivo no milho, além da irrigação, é essencial a seleção de um bom híbrido, um preparo do solo e manejo da fertilidade adequados. “Para esta parcela nós realizamos a adubação tanto de base como de cobertura, e estamos com uma expectativa de rendimento acima de 12 toneladas de grãos por hectare”, finalizou Schwerz.

Fonte: Da Redação, com informações da Emater/RS-Ascar - Regional de Frederico Westphalen
MAIS FOTOS