Sequência de calor intenso segue comprometendo áreas agrícolas | Agricultura | Notícias | Novo Rural
(54) 3194-0098 | (55) 99960-4053
PUBLICIDADE
Sequência de calor intenso segue comprometendo áreas agrícolas
Sexta, 21 de Janeiro de 2022
(Carina Venzo Cavalheiro/Divulgação)

O calor intenso registrado na semana de 10 a 16 de janeiro agravaram as dificuldades no desenvolvimento da soja. Em algumas lavouras há morte de plantas ainda na fase inicial do cultivo. As informações são da Emater/RS, por meio do Informativo Conjuntural desta semana.

As áreas de soja do RS estão com 30% em floração, 7% cento em enchimento de grãos e 63% ainda em germinação e desenvolvimento vegetativo. O plantio chega a 97% da área total estimada para o Rio Grande do Sul.

Além disso, a condição de tempo seco acelerou o processo de maturação e secagem dos grãos, fazendo avançar o percentual da área colhida de milho para 27% na média estadual. Os resultados obtidos são variáveis, dependendo do sistema de cultivo, irrigado ou sequeiro, e da maior ou menor incidência da estiagem durante o ciclo da cultura. 

Conforme o informativo, os menores rendimentos são obtidos em lavouras de milho não irrigadas cultivadas ao Norte, no Centro e no Oeste do Estado. Parte dos produtores optou por não colher grãos, em função do custo da operação e da baixa qualidade do produto obtido: poucas espigas malformadas e grãos com tamanho reduzido. Essas lavouras são destinadas ou à silagem de planta inteira ou ao pastejo direto. 

Fonte: Da Redação, com informações da Emater/RS
MAIS FOTOS