Extensionistas e produtores participam de capacitação sobre irrigação em Erechim | Agricultura | Notícias | Novo Rural
(54) 3194-0098 | (55) 99960-4053
PUBLICIDADE
Extensionistas e produtores participam de capacitação sobre irrigação em Erechim
As orientações foram repassadas pela engenheira Agrícola, professora doutora Raquel Paula Lorensi, da Uri
Quarta, 24 de Novembro de 2021
Terezinha Vilk/Emater/RS-Ascar/Divulgação

Um grupo de mais de 50 extensionistas e produtores dos 32 municípios da região administrativa do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar participou, em Erechim, de uma capacitação sobre irrigação realizada na URI – campus 2, na tarde da segunda-feira, 22. As orientações foram repassadas pela engenheira Agrícola, professora doutora Raquel Paula Lorensi, da Uri.

 “A irrigação não faz milagre. Ela é importante, funciona como um plus”, disse a professora, ao falar do tema nivelamento na parte de irrigação por aspersão convencional. 

O objetivo da irrigação é fornecer uma quantidade adequada de água às plantas, de maneira que, juntamente com as demais operações agrícolas, como adubação, mecanização, controle de pragas e doenças, entre outras, contribua de forma mais efetiva para o aumento da produtividade das culturas. Também citou vários fatores e particularidades que influenciam na irrigação, como a umidade relativa do ar e o vento, e o período adequado para a prática.

Ela chamou atenção aos critérios para o manejo da irrigação na cultura do milho em seus diversos estágios. Outra ferramenta importante, destacada no evento, é a necessidade do uso de sensores para saber a hora certa de irrigar.  Também fez demonstrações do uso de equipamentos de irrigação de baixo custo e que podem ser feitos pelos próprios produtores.

Segunda Raquel, o produtor nunca deve passar de sete a oito dias sem irrigar em caso de solos argilosos ou arenosos. Também usou vídeos para completar outras orientações técnicas a respeito da exigência de água pela cultura do milho. “O milho é uma cultura muito exigente em água, sendo que a quantidade de água consumida pela planta, durante seu ciclo, está em torno de 400 a 700mm, exemplificou.

No final da capacitação, o coordenador do curso de Agronomia, professor Amito José Teixeira destacou a importância da irrigação que pode elevar a cultura na região do Alto Uruguai.

A capacitação foi promovida pela Emater/RS-Ascar, através do Escritório Regional de Erechim, e integra um conjunto de práticas da Secretária Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), da qual a Emater/RS-Ascar é vinculada.

Fonte: Da redação, com informações Emater/RS-Ascar - Regional de Erechim
MAIS FOTOS