Estados do Sul conseguem redução do ICMS para venda interestadual de suínos | Negócios | Notícias | Novo Rural
(54) 3194-0098 | (55) 99960-4053
PUBLICIDADE
Estados do Sul conseguem redução do ICMS para venda interestadual de suínos
Medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, 14, baixando a alíquota para 6%
Quinta, 14 de Outubro de 2021
Divulgação

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publicou nesta quinta-feira (14) no Diário Oficial da União (DOU) o convênio entre Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul para a redução do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) na venda interestadual de suínos.

A medida, que já vinha sendo analisada pelo órgão foi debatida em reunião extraordinária da entidade no início do mês, e baixa a alíquota para a venda de suínos para outros Estados em 50%, saindo de 12% de ICMS taxado para 6%. 

Segundo o suinocultor e proprietário de frigorífico em Santa Catarina, Marcos Antônio Spricigo, a medida estava sendo debatida, uma vez que dentro das Assembleias Legislativas dos três Estados já havia o entendimento da cobrança de 6% de ICMS nesta modalidade de vendas. 

"Mas existe uma lei maior que deve se obedecer às determinações do Confaz. O órgão, em uma das reuniões anteriores, registrou que dois Estados do país que pouco produzem tinham votando contra os 6%, e aí estava aprovado em 12% a alíquota de venda interestadual de suínos. Isso onerou muito a cadeia produtiva e todos aqui no Sul correndo risco de ser multado ou notificado", explicou.

Segundo o despacho do Confaz, a taxação de 6% de ICMS no convênio entre Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul entra em vigor na data da publicação de sua ratificação nacional no Diário Oficial da União, produzindo efeitos a partir do primeiro dia do primeiro mês subsequente ao da ratificação até 31 de julho de 2022.

"Depois dessa data, haverá mais reuniões para se decidir como ficará o regime de cobrança de ICMS para a venda entre Estados", disse Spricigo. 

Fonte: Da Redação, com informações Notícias Agrícolas
MAIS FOTOS