Manejo digital pode poupar até R$ 81 por hectare no controle de pragas | Tecnologia | Notícias | Novo Rural
(54) 3194-0098 | (55) 99960-4053
PUBLICIDADE
Manejo digital pode poupar até R$ 81 por hectare no controle de pragas
Com base em dados, produtor garantiu efetividade com uma aplicação a menos
Quarta, 23 de Junho de 2021
Divulgação

A gestão agrícola de uma fazenda, feita com softwares e ferramentas digitais, pode ajudar a reduzir os custos de produção, principalmente em relação ao uso de insumos.

De acordo um levantamento feito pela empresa de pesquisa e consultoria agronômica Fertigeo, ao se comparar dois sistemas de manejo para o cultivo da soja, a economia com aplicação de inseticidas pode chegar a R$ 81,57 por hectare.

A pesquisa comparou o manejo digital, a partir de boas práticas agronômicas e aplicativo de gestão agrícola, com o manejo o convencional que tem como prática a calendarização das aplicações de defensivos.

Os dois plots pareados para comparação foram conduzidos em uma área de 80 ha, no município de Rio Verde, estado de Goiás, durante a safra 2020/21.

De acordo com o CEO da Checkplant, André Cantarelli, a ferramenta Farmbox permitiu uma aplicação a menos, num total de três pulverizações, já que os controles foram feitos apenas quando necessário, com base em os dados de monitoramentos de pragas mais precisos.

“Com isso, houve a economia com o insumo e sua aplicação, de R$ 477,45 para R$ 395,88, baseada na cotação do produto de maio/21”, explica.

Além da queda no custo de produção, o manejo digital também demonstrou um maior equilíbrio entre infestação de pragas e inimigos naturais. Isso ocorre devido à utilização de produtos mais seletivos como os microbiológicos e reguladores de crescimento.

O Farmbox compila dados e informações de campo e estoques para aumentar o poder de decisão dos produtores.

Entre os indicadores estão mapas de infestação de pragas; frequência de monitoramento de cada talhão; agenda de aplicações; estoque de insumos; previsão de colheita e de custos de produção, de produtividade e rentabilidade total ou por talhão, entre outros, para o planejamento completo de cada safra.

Fonte: Da Redação, com informações AgEvolution
MAIS FOTOS