Plano Safra 21/22: Fetag discute valores para a agricultura familiar em Brasília | Agricultura | Notícias | Novo Rural
PUBLICIDADE
Plano Safra 21/22: Fetag discute valores para a agricultura familiar em Brasília
Também, devido ao aumento nos custos de produção, foi solicitada a revisão nos tetos de enquadramento e de financiamento no Pronaf
Quarta, 16 de Junho de 2021
Divulgação

A Fetag-RS está em Brasília outra vez para discutir com o Governo Federal os valores do Plano Safra 2021/2022 para a Agricultura Familiar. Na tarde de hoje, o presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, e o assessor de política agrícola, Kaliton Prestes, participaram de reunião com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e com o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke. A agenda foi marcada pelo deputado federal, Heitor Schuch, que também esteve presente, acompanhado pelo assessor parlamentar Diego Kiefer.

Na oportunidade, a Fetag reforçou a necessidade de aumento nos recursos para a agricultura familiar dentro do próximo Plano Safra, que será anunciado no final do mês, sem que haja aumentos nas taxas de juros. Também, devido ao aumento nos custos de produção, foi solicitada a revisão nos tetos de enquadramento e de financiamento no Pronaf e mais recursos para programas essenciais, tais como o PAA, o PNAE e Habitação Rural.

De acordo com o presidente Carlos Joel da Silva, “a reunião da ministra foi positiva, pois reforçamos nossas pautas. O próximo Plano Safra precisa dar especial atenção para a agricultura familiar, principalmente a gaúcha, que vem sofrendo com diversos problemas nos últimos anos e vê seus custos de produção aumentarem a cada dia mais”.

A Fetag também solicitou que o Mapa implemente o Crédito Fundiário no Rio Grande do Sul.

A ministra Tereza Cristina garantiu que, devido a escassez de recursos, a agricultura familiar receberá prioridade e que as negociações com o Ministério da Economia estão ocorrendo no sentido de que o Plano Safra 2021/2022 seja anunciado até o final da semana que vem.

Mais cedo, a Fetag participou de agenda no Banco Central, onde foram discutidas melhorias no Proagro e no Seguro Rural. Ficou definida a criação de um grupo de trabalho composto pelo Banco Central, pelo Ministério da Economia, pelo Ministério da Agricultura e pela Fetag que discutirá, após o anúncio do Plano Safra 2021/2022, o que poderá ser melhorado em ambos os programas.

Ainda na tarde hoje, irá ocorrer reunião no Ministério do Desenvolvimento Regional para tratar sobre o aporte de recursos federais no FEAPER para que seja desenvolvido, junto com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, projetos de armazenamento de água e de irrigação.

Fonte: Da Redação, com informações Fetag
MAIS FOTOS