Plataforma que prevê pressão de pragas chega ao Brasil | Tecnologia | Notícias | Novo Rural
PUBLICIDADE
Plataforma que prevê pressão de pragas chega ao Brasil
Arc Farm prevê infestação de insetos uma semana antes com 90% de precisão
Sexta, 16 de Abril de 2021
Divulgação

A FMC lançou no Brasil sua plataforma de inteligência artificial para previsão sobre a pressão de pragas nas lavouras com antecedência de uma semana e confiabilidade de 90%.

A Arc Farm Intelligence utiliza modelagem preditiva em tempo real para prever onde e quando insetos nocivos podem atacar para aplicação dos defensivos. O AgEvolution noticiou sobre os resultados da ferramenta anteriormente.

“A ferramenta gera aconselhamento e insights sobre proteção de cultivos de forma mais rápida, fácil e mais inteligente. Dessa forma, o produtor pode atuar com uma agricultura mais sustentável no campo, agregando valor e fortalecendo relacionamentos “, destaca a Diretora de Marketing, Daniela Tavares.

A plataforma oferece uma gama completa de funcionalidades, incluindo alertas customizados por meio do aplicativo móvel para indicar quando uma ação é necessária num campo, comunicação com os agrônomos da FMC, dados confiáveis e imagens gráficas de alta qualidade, gráficos e mapas de calor.

A ferramenta foi desenvolvida com APIs abertas e pode ser facilmente inserida no ecossistema digital já existente do agricultor.

O gerente de desenvolvimento de Mercado em Agricultura de Precisão para América Latina, Piero Castro, explica que a primeira oferta da plataforma utiliza dados históricos agregados, modelos entomológicos, dados climáticos de localização precisa e mapeamento de pragas a nível regional e em tempo real.

Baseado em consultoria de lavoura avançada e machine learning, a ferramenta é capaz de prever a pressão de insetos com uma semana de antecedência, com mais de 90% de confiabilidade para os principais insetos em culturas selecionadas.

Segundo a empresa, o feedback tem sido positivo no Brasil e na Grécia, onde a plataforma já é usada para a cultura do algodão. A ideia é levar a Arc farm intelligence para outros países e outras culturas.

Pragas

A plataforma está em fase piloto no Brasil, sendo utilizada em mais de 1,3 milhão de hectares, nas culturas de soja, milho e algodão, nos estados da Bahia, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

“Nestas áreas, a plataforma utiliza e leva em consideração diversos dados, desde informações climáticas, pressão e número de insetos, para trazer informações confiáveis, seja a cada propriedade, como regional, sobre a ocorrência, flutuação, comportamento e migração de pragas”, destaca Piero.

Por exemplo, os trabalhos na Bahia, desde a safra 19/20, auxiliam produtores, consultores e técnicos de campo no entendimento do comportamento e manejo de pragas como bicudo e Spodoptera frugiperda. (com informações da assessoria de imprensa)

Fonte: Da redação, com informações da Agevolution
MAIS FOTOS
COMENTÁRIOS