Monitora Ferrugem RS: Plataforma auxilia sojicultores no controle da doença | Tecnologia | Notícias | Novo Rural
PUBLICIDADE
Monitora Ferrugem RS: Plataforma auxilia sojicultores no controle da doença
Quinta, 18 de Fevereiro de 2021
Divulgação

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e a Emater/RS-Ascar criaram uma ferramenta para auxiliar os sojicultores no manejo da ferrugem asiática da soja: o Programa Monitora Ferrugem RS (clique aqui para acessar).

O programa publica dados semanais com informações sobre detecção da presença de esporos associada às condições meteorológicas, gerando mapas indicativos de predisposição da ocorrência da ferrugem asiática nas regiões produtoras.

– São informações importantes na tomada de decisão dos técnicos e produtores, para adoção de medidas de manejo da doença – explica Ricardo Felicetti, chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr.

O Monitora Ferrugem RS foi implementado na safra 2019/2020, e na safra atual foi aprimorado para incluir informações sobre condições meteorológicas, tais como precipitação pluvial, temperatura e molhamento foliar. Os dados são gerados pelo Sistema de Monitoramento e Alertas Agroclimáticos (Simagro-RS), da Seapdr. 

Além da Secretaria e da Emater/RS-Ascar, estão envolvidas no Programa Monitora Ferrugem RS as seguintes entidades: Universidade de Passo Fundo (UPF), Embrapa Clima Temperado, Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) Câmpus Ibirubá, Sociedade Educacional Três de Maio (Setrem), Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) Câmpus Santiago, Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Câmpus Itaqui e São Gabriel, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e Universidade de Cruz Alta (Unicruz).

Fonte: Da Redação, com informações da Seapdr
MAIS FOTOS