Trigo: Bactérias promotoras de crescimento têm resultado diferenciado para cada cultivar | Agricultura | Notícias | Novo Rural
FREDERICO WESTPHALEN - RS
PUBLICIDADE
Trigo: Bactérias promotoras de crescimento têm resultado diferenciado para cada cultivar
Quarta, 13 de Janeiro de 2021
Gracieli Verde/Arquivo Novo Rural

A inoculação de sementes de trigo com bactérias resultou na promoção de crescimento especialmente em plantas inoculadas com os gêneros Lysinibacillus e Pseudomonas na cultivar BRS Parrudo. Na cultivar BRS Reponte, o tratamento com o consórcio de todos isolados testados no bioensaio foi o mais eficiente, indicando que a interação benéfica é cultivar-dependente já que, utilizando o mesmo tratamento, cada cultivar de trigo apresentou uma resposta.

Tais resultados constam da tese de mestrado de Fernanda de Almeida Godoy, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), orientada por Rodrigo Mendes, chefe de P&D da Embrapa Meio Ambiente, que analisou isolados e características de 71 bactérias da rizosfera de cultivares modernos e variedades crioulas de trigo.

A mestranda sugere que sejam aprimorados os estudos de bactérias que sejam benéficas de acordo com o genótipo a ser utilizado e não recomendado de maneira genérica. Além disso, completa, ficou evidente que a introdução do inoculante diminui a diversidade da comunidade bacteriana, presente no solo, com impacto mais acentuado no inicio do ciclo. Isso ressalta a importância de integrar os princípios da ecologia microbioma no desenvolvimento de produtos para aperfeiçoar a eficiência da colonização bacteriana e sobrevivência do inóculo do solo.

Conforme Fernanda, a análise multivariada permutacional dos dados das amostras de solo indicou que existe uma alteração significativa na estrutura da comunidade bacteriana da rizosfera ao longo do desenvolvimento da planta a qual também é impactada pela inoculação. 

O inoculante se estabelece mais facilmente nos primeiros estádios de desenvolvimento da planta hospedeira e sua abundância relativa diminui gradualmente dias após a inoculação. Além disso, os resultados fornecem conclusões sobre a influência do genótipo na resposta da planta e sugere que o desenvolvimento de inoculantes deve ser cultivar específico – destaca Fernanda.

É importante considerar o impacto do microbioma no solo e da rizosfera na eficiência da inoculação. Por isso, foram usadas estirpes de diferentes gêneros de bactérias isoladas de plantas de trigo testadas quanto à promoção de crescimento in vitro que apresentaram respostas diferentes quando inoculadas nas plantas. Além de estimar a contribuição destes microrganismos selecionados na promoção de crescimento de trigo em bioensaios, buscou-se avaliar o impacto da inoculação na comunidade bacteriana da rizosfera. 

O uso de inoculantes na agricultura é uma alternativa viável para um manejo mais sustentável e equilibrado sem diminuir os níveis de produção e tecnológicos. Essa tecnologia tem algumas limitações, que são algumas inconsistências de resultados  quando formulações microbianas são utilizadas principalmente em genótipos diferentes de uma mesma espécie.

Fonte: Da Redação, com informações da Embrapa Meio Ambiente
MAIS FOTOS
COMENTÁRIOS