Estiagem: 16 municípios da região estão em situação de emergência | Agricultura | Notícias | Novo Rural
FREDERICO WESTPHALEN - RS
PUBLICIDADE
Estiagem: 16 municípios da região estão em situação de emergência
Mais nove municípios abrangidos pela Coordenadoria Regional de Defesa Civil de Frederico Westphalen decretaram estado de emergência. Número duplicou em menos de uma semana
Segunda, 09 de Novembro de 2020
Rafaela Rodrigues/Novo Rural

Mesmo com a chuva retornando ao Norte gaúcho nesta segunda-feira, dia 9 de novembro, o setor agropecuário segue sendo impactado pelos efeitos da estiagem. Desde o último contato com o major Alexandre Moreira Pereira, que responde pela Coordenadoria Regional de Defesa Civil de Frederico Westphalen, no dia 4 de novembro, mais nove municípios da Regional decretaram situação de emergência em virtude da estiagem. 

Ao todo, até a manhã desta segunda-feira, são 16 municípios nesta situação: Palmitinho, Tenente Portela, Frederico Westphalen, Alpestre, Caiçara, Iraí, Boa Vista das Missões, Cerro Grande, Vista Alegre, Seberi, Pinhal, Lajeado Bugre, Vista Alegre, Nonoai, Novo Tiradentes e Jaboticaba. O número duplicou em menos de uma semana.

Ao todo, até a manhã desta segunda-feira, são 16 municípios nesta situação: Palmitinho, Tenente Portela, Frederico Westphalen, Alpestre, Caiçara, Iraí, Boa Vista das Missões, Cerro Grande, Vista Alegre, Seberi, Pinhal, Lajeado Bugre, Vista Alegre, Nonoai, Novo Tiradentes e Jaboticaba. O número duplicou em menos de uma semana.

70% das lavouras de milho tiveram perdas em Palmitinho

O técnico-agropecuário e extensionista rural da Emater/RS-Ascar Alex de Mello Rubin conta que em Palmitinho/RS mais de 70% das lavouras de milho sofrem perdas – algumas com comprometimento total. O técnico relata, ainda, que os efeitos da estiagem ocasionaram o atraso no plantio de soja, além de desfavorecer o desenvolvimento das pastagens para bovinos de leite. 

– O poder público municipal já está providenciando caminhões-pipa para o fornecimento de água para a suinocultura, bovinocultura de leite e também para o consumo humano – destaca o técnico.

50% da produção de tabaco está comprometida em Caiçara

Com 5 mm de chuva registrados na manhã desta segunda-feira, Caiçara/RS estipula que mais de 50% do cultivo de tabaco esteja comprometido. As perdas também se estendem em outras culturas, como destaca o técnico-agropecuário e extensionista rural da Emater/RS-Ascar Carlos Ruviaro.

– Estamos avaliando as perdas na cultura do milho, mas no plantio precoce do cereal não estamos conseguindo contabilizar uma produção satisfatória até o momento. Registramos perdas na cultura do feijão e na bovinocultura de leite e de corte. As quebras se acentuam diariamente – conta.

Ruviaro aponta que a curto prazo está sendo realizado o transporte de água para consumo de cerca de 50 famílias, além do consumo animal. Ainda está sendo realizada a abertura de novos bebedouros e limpeza de outros já existentes.

– Não estávamos preparados para isso. Agora o foco principal é o fornecimento de água – garante Ruviaro.

60% da produção de feijão prejudicada em Planalto

Em Planalto/RS, a intensa estiagem compromete praticamente todas as atividades agrícolas. O técnico-agropecuário e extensionista rural Doraci Bedin, da Emater/RS-Ascar, relata que mais de 50% da produção de milho já está perdida. 

A cultura mais prejudicada, mesmo que com pouca área plantada, é a do feijão, em que mais de 60% da produção foi comprometida. Além disso, a fruticultura apresenta uma perda média de 20%, podendo se agravar caso as chuvas não retornem nos próximos dias. Ainda segundo o técnico, as pastagens, tanto nativa quanto as cultivadas, estão sendo bastante afetadas, acarretando na diminuição da produção de leite e do rendimento do gado de corte. 

Os 5 mm de chuva registrados no município não impactam o atual cenário.

– A chuva vai dar apenas uma sobrevida para algumas culturas, mas não resolve o problema – reforça Bedin.

Fonte: Samuel Agazzi, com supervisão de Rafaela Rodrigues
MAIS FOTOS
COMENTÁRIOS