Morgan garante qualidade de silagem através de concurso | Pecuária | Notícias | Novo Rural
FREDERICO WESTPHALEN - RS
PUBLICIDADE
Morgan garante qualidade de silagem através de concurso
Trabalho foi balizado com alguns critérios técnicos e valorizou quem tem parceria com a cooperativa e que investe em produtos da marca. Nove parâmetros foram analisados, entre eles o índice de fibra em detergente neutro (FDN), que indica a quantidade de fibra presente na silagem; de amido, de NDT e de volume de massa verde
Segunda, 11 de Maio de 2020
Pecuarista Vanderlei Zonta ficou em primeiro lugar no concurso em toda a abrangência da Cotrifred (Gracieli Verde/Novo Rural)

Uma iniciativa inédita na região envolveu uma parceria entre a Morgan e Cotrifred. Trata-se do 1º Concurso Mais Silagem – temporada 2019/2020. Trinta e sete pecuaristas se inscreveram, em toda a área de atuação da Cotrifred.

O trabalho foi balizado com alguns critérios técnicos e valorizou quem tem parceria com a cooperativa e que investe em produtos da marca. Nove parâmetros foram analisados, entre eles o índice de fibra em detergente neutro (FDN), que indica a quantidade de fibra presente na silagem; de amido, de NDT e de volume de massa verde.

Ver os resultados confirmados por um laboratório de confiança permite que o produtor tenha muito mais precisão no manejo desse alimento para o gado. Isso significa mais facilidade na rotina de alimentação do plantel e, o mais importante, garantia de resultados mais competitivos na produtividade leiteira.

– O mais importante para nós é entender qual é índice de nutrientes digestíveis totais, porque isso mostra efetivamente qual a capacidade dessa silagem se transformar em leite – afirma o pecuarista Vanderlei Zonta, de Frederico Westphalen/RS, que é um dos vencedores.

Na propriedade de Zonta, se chegou a uma produtividade de 45 mil litros por hectare, considerando o alimento fornecido para o gado de leite – um número classificado como positivo em um cenário adverso do ponto de vista climático como o vivenciado nesta safra 2019/2020. A média Brasil é em torno de 27 mil litros por hectare. Lá o produtor cultivou o híbrido MG 652, em que alcançou uma produtividade de 77.100 quilos de massa verde por hectare.

 

Outro vencedor do concurso é Dênis Caratti, de Palmitinho/RS, cuja propriedade somou mais de 38 mil litros de leite por hectare de produtividade no período avaliado e 70.307 quilos de massa verde por hectare.

 

– Quanto melhor é a silagem, maior é a produção, ainda mais em uma época de entressafra como esta, que vem depois de uma estiagem rigorosa – analisa Caratti, feliz com o resultado do híbrido Morgan 20A78 que cultivou.

Fonte: Gracieli Verde/Novo Rural
MAIS FOTOS
COMENTÁRIOS