Concurso projeta aumentar rentabilidade de clientes da Farótti/Agricenter | Agricultura | Notícias | Novo Rural
FREDERICO WESTPHALEN - RS
Concurso projeta aumentar rentabilidade de clientes da Farótti/Agricenter
Lançamento de mais uma edição da competição contou com a presença de parceiros e clientes da empresa, em Frederico Westphalen
Segunda, 02 de Dezembro de 2019
Marcio Cossa, engenheiro-agrônomo e empresário (Gracieli Verde/Novo Rural)

Tornar a agricultura regional mais competitiva, respeitando as suas particularidades, é um dos objetivos centrais da Farótti Farelos Especiais/Agricenter Frederico Westphalen, que atua há quase dez anos na região – o aniversário ocorre em 2 de janeiro de 2020. Uma das ferramentas que há três safras contribui para este incentivo é o Concurso de Produtividade de Soja. A edição 2019/2020 foi lançada na sexta-feira, dia 29 de novembro, em jantar promovido na AABB, em Frederico Westphalen. Produtores rurais e parceiros foram convidados para o encontro.

– Fomos pioneiros no uso de várias tecnologias e iniciativas na região para que conseguíssemos tornar a agricultura regional em uma agricultura-modelo. Nesta terceira edição do concurso estamos buscando um teto de produtividade na casa das 100 sacas por hectare. Esse número ainda é um sonho, tendo em vista as características dos nossos solos, que variam muito dentro da mesma propriedade. Mas, acreditamos que é possível chegar lá – defende o engenheiro-agrônomo e empresário Márcio Cossa, da Farótti/Agricenter.

Na visão de Cossa, a região tem potencial e, com um trabalho efetivo de assistência técnica e uso de tecnologias eficientes, o desafio permitirá mais ousadia aos produtores rurais participantes. Para isso, toda a estrutura da empresa é colocada à disposição dos clientes participantes.

 

Lavoura em desenvolvimento

O coordenador de vendas da Farótti/Agricenter, Júlio Cesar Heinen, ressalta que a maior parte das lavouras implantadas estão com estandes de plantas considerados excelentes. 

– Nesta edição temos a participação de mais de 30 agricultores. Alguns deles que, inclusive, já participaram dos concursos anteriores. Neste ano estamos contando com mais parceiros que vieram para somar nesta iniciativa. As expectativas são muito positivas – garante.

Segundo Heinen, no decorrer do ciclo um acompanhamento a cada produtor inscrito será feito, a fim de verificar de perto todos os fatores potencializadores ou limitadores de produtividade. 

– Seguiremos à risca o protocolo do concurso, para que seja uma competição sadia e que agregue ao setor. Os agricultores inscritos receberam um regulamento, prevendo uma série de critérios a serem seguidos até mesmo na hora da colheita. Tanto produtores quanto a nossa equipe está motivada para obter o melhor resultado – ressalta Heinen. 

 

Visão empreendedora

O empresário Marcio Cossa, que gerencia a Farótti/Agricenter ao lado da esposa Dilene, reforça a solidez da empresa e o trabalho sério executado a campo com a equipe técnica. 

– Nosso trabalho oferta desde a assistência técnica, com ferramentas de agricultura de precisão, até o fornecimento de insumos e recebimento de grãos. Inclusive, nosso projeto para 2020 é que toda a soja recebida seja industrializada na nossa unidade, agregando valor nesta cadeia produtiva tão importante para o setor agropecuário – revela.
Isso permitirá que pecuaristas de toda a região possam ter acesso a um produto local com alta qualidade e um preço mais competitivo.

– É em cima disso que a Faróti/Agricenter trabalha: para agregar valor e tornar a vida do agricultor melhor. Nada me faria mais feliz do que trabalhar com a agricultura – exclama o empresário.

O 3º Concurso de Produtividade de Soja – O Desafio de Produzir Mais é um projeto da Farótti/Agricenter, com apoio da Agroos, Zarcos Fertilizantes, Stoller, Sementes Fabris, Bayer, Basf, Life Agro e Grupo Chiru.

 

Conteúdo apresentado por: 

Fonte: Gracieli Verde/Novo Rural
MAIS FOTOS
COMENTÁRIOS