5G pode elevar a produtividade no campo em até 20% | Tecnologia | Notícias | Novo Rural
PUBLICIDADE
5G pode elevar a produtividade no campo em até 20%
Estudo realizada pela 5G Americas aponta ainda que existem barreiras estruturais para a instalação do serviço
Sexta, 11 de Junho de 2021
Divulgação

A 5G Americas divulgou, ontem, um estudo sobre o impacto das tecnologias para diferentes setores da economia digital no Brasil, inclusive no agronegócio. O levantamento “Economia Digital no Brasil” aponta a possibilidade de aumento em 20% na produtividade, mas também barreiras estruturais, educacionais e culturais.

“É importante que as autoridades trabalhem para aumentar o acesso à banda larga móvel e garantir espectro radioelétrico para desenvolvimento do 5G para elevar o nível de produtividades de diferentes setores da economia”, explicou José Otero, Vice-Presidente da 5G Americas para América Latina e o Caribe.

O levantamento diz que a adoção de ferramentas digitais na agricultura também depende do nível educacional e fatores culturais das comunidades rurais, bem como da percepção de valor pelos agricultores.

Além disso, o estudo pontua a pujança econômica e desenvolvimento do setor no Brasil nas últimas décadas e destaca como exemplo a importância da tecnologia e inovação na pecuária, que responderia por 60% do crescimento deste setor.

O relatório enumera algumas soluções digitais para diferentes cadeias e demandas. Entre elas, o app Ictio para piscicultura na Bacia Amazônica, o app SOS Chuva de previsões climáticas e o Zarc de zoneamento climático da Embrapa.

A 5G Americas também inclui os dados a respeito da utilização de tecnologia móvel pelos produtores, segundos os quais 94% dos produtores têm smartphone, e sobre o estudo do Ministério da Agricultura “Cenários e perspectivas da conectividade do campo”.

Como publicamos aqui no AgEvolution, um aumento de 25% na conectividade no campo exigiria, ao longo de dois anos, a instalação de 4.400 torres. Esse investimento resultaria em um aumento de 4,5% do valor bruto da produção agrícola do país. Ao mesmo tempo, o aumento da conectividade em 80% ou 90% forçaria a indústria a implantar 15.800 torres e aumentaria a produção agrícola local em 9,6%.

“Para potencializar todas essas possibilidades, é imprescindível que existam políticas para o desenvolvimento de redes em áreas rurais e remotas, visto que os planos buscam reduzir os entraves burocráticos nas autorizações de infraestrutura de rede. Nesse sentido, a existência de uma norma modelo para os diferentes municípios, tal como existe no Brasil, é importante para estimular o desenvolvimento de redes 5G”, diz o estudo.

Finalmente, entre outras tecnologias, a aplicação da 5G possibilitará o uso de drones para transmissão de imagens de vídeo de alta resolução (4K) em tempo real, além de mapeamento topográfico 3D. Da mesma forma, a tecnologia permitirá o desenvolvimento de aplicativos de inteligência artificial destinados a dispositivos inteligentes em todo o campo.

Fonte: Da redação, com informação AgEvolution
MAIS FOTOS
COMENTÁRIOS